• logotipodioceseporto
  • Abre a tua porta à alegria do Evangelho

Página não encontrada

Ops! Ocorreu um erro.

Não foi possível encontrar a página que procura. Este erro pode ter ocorrido devido a uma das seguintes razões:

  1. A página mudou de nome.
  2. O link em que clicou estava errado.
  3. A página está temporariamente desactivada.
  4. Esta página não existe. Verifique se inseriu o endereço correctamente no seu browser.
  5. Esta página já existiu mas foi apagada.

Voltar à página inicial

Leituras do dia

  • Quinta-feira, dia 30 de Julho de 2015 : Livro de Êxodo 40,16-21.34-38.
    Naqueles dias, Moisés fez tudo como o Senhor lhe tinha ordenado. No primeiro dia do primeiro mês do ano segundo, foi erguido o Tabernáculo. Moisés construiu assim o Tabernáculo: assentou as bases, colocou as pranchas, aplicou as travessas e levantou as colunas. Depois estendeu a Tenda sobre o Tabernáculo e pôs sobre ele a cobertura da Tenda, conforme o Senhor lhe tinha ordenado. Colocou as tábuas da Lei dentro da Arca; pôs os varais na Arca e, sobre esta, o propiciatório. Levou a Arca para dentro do Tabernáculo e colocou o véu de proteção para encobrir a Arca da Lei, conforme o Senhor lhe tinha ordenado. Então a nuvem cobriu a Tenda da Reunião e a glória do Senhor encheu o Tabernáculo. Moisés não podia entrar na Tenda da Reunião, porque a nuvem estava poisada sobre ela e a glória do Senhor enchia o Tabernáculo. Sempre que a nuvem se elevava acima do Tabernáculo, os filhos de Israel levantavam o acampamento para nova jornada. Mas se a nuvem não se elevava, eles não se moviam enquanto ela não se elevasse de novo. De dia repousava a nuvem do Senhor sobre o Tabernáculo e de noite aparecia fogo sobre ele, à vista de toda a casa de Israel, em todas as suas jornadas.
  • Quinta-feira, dia 30 de Julho de 2015 : Livro de Salmos 84(83),3.4.5-6a.8a.11.
    A minha alma suspira ansiosamente pelos átrios do Senhor. O meu ser e a minha carne exultam no Deus vivo. Até as aves do céu encontram abrigo e as andorinhas um ninho para os seus filhos, junto dos vossos altares, Senhor dos Exércitos, meu Rei e meu Deus. Felizes os que moram em vossa casa: podem louvar-Vos continuamente. Felizes os que em ti encontram a sua força, os que trazem no coração os caminhos do santuário. Eles avançam com entusiasmo crescente, até se apresentarem em Sião diante de Deus. Um dia em vossos átrios vale por mais de mil longe de Vós. Antes quero ficar no vestíbulo da casa do meu Deus, do que habitar nas tendas dos pecadores.
  • Quinta-feira, dia 30 de Julho de 2015 :
  • Quinta-feira, dia 30 de Julho de 2015 : Evangelho segundo S. Mateus 13,47-53.
    Naquele tempo, disse Jesus à multidão: «O reino dos Céus é semelhante a uma rede que, lançada ao mar, apanha toda a espécie de peixes. Logo que se enche, puxam-na para a praia e, sentando-se, escolhem os bons para os cestos e o que não presta deitam-no fora. Assim será no fim do mundo: os Anjos sairão a separar os maus do meio dos justos e a lançá-los na fornalha ardente. Aí haverá choro e ranger de dentes. Entendestes tudo isto?». Eles responderam-Lhe: «Entendemos». Disse-lhes então Jesus: «Por isso, todo o escriba instruído sobre o reino dos Céus é semelhante a um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e coisas velhas». Quando acabou de proferir estas parábolas, Jesus continuou o seu caminho.